domingo, 22 de agosto de 2010

TEMA PARA SEGUNDA-FEIRA

Há silêncio e derramamento de luz prateada
sobre as copas das amendoeiras.
A rua dorme
aqui dentro uma maratona de sentimentos
prescruta o dia por chegar
como uma mãe zelosa
a sondar o sexo do feto.
Grávido de noite
olhos as lombadas dos livros
vou à janela
e a rua dorme.
Eu: movimento de idas e vindas.
Quem dormirá por mim?


Não tenho mais o berço de espaldares altos
o sono pode ser armadilha de pesadelos
ou roubar-me a leitura dos livros amados.
Volto à janela
decido pelo poema
"rema, rema, remador
quero ver depressa o meu amor"
Não sei amar por horas a fio.
Amo e despeço-me
volto a fiar os tecidos da noite
sentindo a tranquilidade da casa vazia.
Os livros me saúdam e dizem:
emfim sós!


(Contemplo a rua
as copas das amendoeiras
as lombadas dos livros
a coca-zero e os copos sobre a mesa.
Vou à pia e lavo os copos.)


João Luiz de Souza - Niterói - 13/09/09

13 comentários:

  1. Finalmente vamos poder curtir os escritos de João Luiz!Viva a poesia e literatura!Bravo!Beijos

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo!! Beijos,João.

    ResponderExcluir
  3. Que beleza de poema!!! Amei esse seu novo investimento afetivo-poético.O blog é lindo!!!
    Bjs de luX no seu coração,
    Luciana

    ResponderExcluir
  4. Lindo essepoema, João e vc não sabe a alegria de ver seu blog no ar...Parabéns querido ... Muito SUCESSO,SAÚDE, AMOR E AXÉ ... BJS ...

    ResponderExcluir
  5. BLOG nascendo num domingo, afinal, era dia 22 de agosto, Dia Nacional do Folclore. Penso eu: o que em mim pode desvencilhar-se da cultura se é dela que vivo e através dela compartilho a vida?
    Blog BLUM. Explode em mim algo como os tambores de Minas, as Congadas, as Folias de Reis, o Boi Pintadinho, o Samba de Roda, o Jongo e tudo o mais que torna-me o que sou redondo e vai levando-me para o inusitado. Vê, agora é madrugada e uma LUA no céu alerta-me que estou na Garupa do Cavalo de São Jorge. O Blog é mais um caminho até você. AXÉ!!!

    ResponderExcluir
  6. Cheiro de noite e silêncio contemplado. Lindo querido!

    ResponderExcluir
  7. Que beleza, que presente, agora a hora uqe me der vontade, madrugada a dentro, tarde a fora, irei a forra com as riquezas do Se Poeta!
    Agradeço pelo nascimento desse Blog!

    beijo da marisa

    ResponderExcluir
  8. João
    Já era hora ! Graças ao instinto dos iluminados, Rafa e Naty.
    Te amo.

    ResponderExcluir
  9. Escrever é execício, é treino, é lavra. Escreva, escreva, escreva, ora e labora.
    Beijos, bem-vindo ao mundo dos blogueiros!

    ResponderExcluir
  10. Xiii...agora que vi, "comi" várias letrinhas..rs, foi a felicidade em ler e escrever em seu blog que me fez digitar rápido demais!
    beijo da marisa

    ResponderExcluir
  11. Lindo, lindo, lindo... "quem dormirá por mim?"... e, professor, esse último verso... "vou à pia e lavo os copos"... caramba! milhares de leituras... eu fiquei com a da necessidade da rotina... organizar o exterior pela impossibilidade de organizar o interior. Adorei ler-te, João. Beijos, F.

    ResponderExcluir